“Sempre oro antes de competir”, diz multicampeã no jiu-jitsu de 14 anos

  • 02/08/2022
“Sempre oro antes de competir”, diz multicampeã no jiu-jitsu de 14 anos
“Sempre oro antes de competir”, diz multicampeã no jiu-jitsu de 14 anos (Foto: Reprodução)

"Faça o seu melhor e seu possível, que o impossível Deus faz". Com essa frase, a multicampeã no jiu-jitsu, “Rafinha” (Rafaela do Nascimento Silva), acaba de conquistar mais dois pódios em sua já bem-sucedida carreira.

A atleta, que congrega na Igreja Metodista Wesleyana em Tatuapé (SP), foi aos Estados Unidos para competir no Pan Kids edição 2022, e conquistou o primeiro lugar no pódio, colocando a medalha de ouro no peito. De quebra, foi a Miami, onde disputou o cinturão da NEWBREED Jiu Jitsu Federation, vencendo um garoto.

Em entrevista exclusiva ao Guiame, a atleta falou de sua vida em família, sua carreira e sobre sua fé em Jesus.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Rafinha Nascimentobjj (@rafinhasilvabjj)

Além das novas conquistas, aos 14 anos Rafinha tem um currículo invejável. É bicampeã paulista, tricampeã brasileira, tricampeã sulamericana e bicampeã mundial pelas principais entidades do esporte, além de medalha de prata no Pan Kids da IBJJF em 2020.

Vida cristã

Rafinha está no 9º ano e conta que além dos estudos, que consegue conciliar muito bem recebendo o apoio de sua escola, gosta de treinar, escutar música e ler a Bíblia. Ela cita João 1:5 como seu versículo predileto: "E a luz resplandece nas trevas e as trevas não a compreenderam".

Nascida em berço cristão – Rafinha é a caçula da família, sua irmã Agatha completará 21 anos neste mês de agosto – diz que costuma ter uma vida devocional. “Eu busco sempre dedicar uma parte do meu dia para ler dois ou três capítulos bíblicos, e ter meu momento ali com Deus”, compartilha.

(Foto: Reprodução)
Rafinha e família: ‘Sempre me apoiam e participam’. (Foto: Arquivo pessoal)

Para cada desafio no esporte, Rafinha conta que se prepara espiritualmente. “Antes e durante a competição eu e minha família oramos pedindo a Deus que nos guarde em mais uma batalha”, diz.

Ela também diz que costuma escutar “músicas que vão me motivar e me deixar focada para as lutas”.

(Foto: Reprodução)
Junto com seu pastor, Maurício Goulart, na IMW Tatuapé. (Foto: Arquivo pessoal)

Moradora de Mogi das Cruzes, na Região Metropolitana de São Paulo, Rafinha tem todo o apoio e participação da família em sua carreira. Seu pai Alex, praticante de esportes, sempre a acompanha em viagens. “Graças a Deus, minha família é muito participativa no meu esporte e me dá bastante apoio e suporte, o que me incentiva muito a cada dia mais”.

A jovem classifica a fé em sua vida como fundamental. “Não só para o atleta como para qualquer pessoa”, declara, “a fé e importantíssima para alcançarmos nossos objetivos”.

(Foto: Reprodução)
‘Leio a Bíblia diariamente’, diz Rafinha. (Foto: Arquivo pessoal)

Dedicação ao esporte

Além do jiu-jitsu, Rafinha pratica judô. Ela diz que esses esportes têm a ver com seu estilo de vida, pois “virou algo eu não consigo viver sem”.

Sua vida está ligada a esses esportes desde os nove anos, logo após o falecimento do avô, de quem era bem próxima. “Meu primeiro contato com as artes marciais foi através de uma prima minha que fazia judô e, alguns anos mais tarde, meu pai me incentivou a treinar jiu-Jitsu. Desde então, me mantenho treinando os dois”.

Rafinha conta que é competidora nos dois esportes, mas hoje está mais focada no jiu-Jitsu.

(Foto: Reprodução)
Multicampeã, Rafinha posa com suas medalhas: ‘Basta crer e acreditar’. (Foto: Arquivo pessoal)

Pelo judô ela compete atualmente na categoria sub-15 ligeiro (até 48 quilos) e está entre as três melhores do ranking nacional. Pelo jiu-Jitsu infanto-juvenil B (até 48 quilos também), a atleta é a mais bem posicionada no ranking brasileiro.

Rafinha afirma que está no melhor momento da carreira. “Meus professores falam o mesmo para mim e eu acredito neles, porque tudo que eu conquistei hoje é fruto do nosso trabalho duro e dedicação”, explica.

Por dedicação e trabalho duro, leia-se muito treino, que Rafinha resume como “intenso”. Ela diz que hoje treina três vezes por dia, de segunda a sexta-feira, “então é bem puxado, mas nada que não valha a pena”.

Apesar da dedicação e das vitórias, Rafinha já declarou que viver do esporte no Brasil hoje não é algo fácil. Mas a multicampeã tem se saído bem. “Nós atletas devemos persistir e batalhar para fazer nosso sonho se tornar possível e entregar nossos caminhos ao Senhor, pois a Ele pertencem os céus e a terra”.

(Foto: Reprodução)
Rafinha vence Pan Kids 2022. (Foto: Arquivo pessoal)

“Meu maior sonho hoje é conseguir viver do esporte, ou seja, conseguir fazer aquilo que amo”, diz.

 

FONTE: http://guiame.com.br/gospel/noticias/sempre-oro-antes-de-competir-diz-multicampea-no-jiu-jitsu-de-14-anos.html


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Anunciantes